Home / Acervo Botânico / Belamcanda chinensis, flor-leopardo

Belamcanda chinensis, flor-leopardo

 

belamcanda chinensis, flor-leopardo

Detalhe da flor da Belamcanda chinensis (L.) D.C. Foto de Dagmar Laus.

Dados Botânicos

Nome CientíficoBelamcanda chinensis (L.) D.C.;

Sin.: Belamcanda chinensis var. taiwanensis S.S. Ying; Belamcanda pampaninii H. Lév.; Belamcanda punctata Moench, Gemmingia chinensis (L.) Kuntze; Ixia chinensis L.; Paranthus chinensis (L.) Ker Gawl;

Nome popular: flor-leopardo;

Família: Iridaceae

Ocorrência: China e Japão;

Ciclo de vida: Perene;

Luminosidade: Pleno Sol;

Irrigação: 2 a 3 vezes por semana nos meses mais quentes;

Clima: Temperado.

Floração: Ano todo.

Dificuldade: Baixa.

Da família das Iridaceas, a flor-leopardo (Belamcanda chinensis (L.) D. C.) é uma herbácea rizomatosa, perene, com flores amarelo-alaranjadas. Pequenos pontilhados laranja escuro dão graça a essa flor e emprestam-lhe o significado do nome popular. Trata-se de uma planta nativa da China e do Japão, que atinge até 90cm de altura.

As folhas são achatadas e lanceoladas, e crescem a partir da haste em formato de leque.

A espécie é muito utilizada na medicina Thai, especialmente como calmante, mas propriedades antidotais e analgésicas também lhe foram atribuídas.
Existem duas variedades, uma bulbosa, outra rizomática. As partes da planta utilizadas são: flor (essência) e bulbo.

Há estudos científicos investigando essas propriedades, alguns deles identificaram substâncias que podem prevenir o cancer de próstata(ver, nas referências, link para a página da faculdade de farmacologia de Georgetown).

A primeira descrição da planta foi feita por Carl von Linnaeus, em 1753.

É tóxica para animais domésticos, especialmente gatos. Tome cuidado.

 

Cuidados básicos e adubação

Devem ser cultivadas a pleno sol, acompanhando muros, muretas e paredes ou em conjuntos. O terreno deve ser fértil e permeável. 

Belamcanda chinensis (L.) D.C. no paisagismo 

A flor leopardo é muito utilizada para a composição de renques e grupos, ou ainda como bordadura ao longo de muros e paredes. Trata-se de uma espécie que, além de pouco exigente, se espalha muito bem e ganha grande vigor em pouco tempo.


Arte Botânica

Imagens retiradas do http://www.plantillustrations.org

  


Referências e links interessantes

The flower expert

Plantas ornamentais no Brasil

Aussie Gardening

Hortus Camdensis

Plantas Ornamentais no Brasil livro de Hari Lorenzi e Hermes Moreira de Souza. Clique no link para ir a livraria cultura.

Faculdade de Farmacologia de Georgetown.

 

About Frederico Teixeira Gorski

Frederico Teixeira Gorski é bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Estudou Teatro na Universidade Estadual de Santa Catarina e iniciou seus estudos em paisagismo com a professora Jane Pilotto, no curso Paisagismo Ecológico. Desde a Psicologia, interessou-se pelo estudo do Espaço Urbano. Em 2011, criou a primeira versão do Jardim de Calatéia como blog, com a intenção de transformá-lo em um portal que reunisse artigos que abrangessem desde a Arquitetura Paisagística, até o estudo botânico, passando pelas artes visuais.