Home / Acervo Botânico / Syngonium angustatum, singônio

Syngonium angustatum, singônio

 

Syngonium angustatum, singônio

Inflorescências de singônio. Fotos de Dagmar Laus.

Dados Botânicos

Nome CientíficoSyngonium angustatum Schott.;

Sin.: Nephthytis triphylla Hort. ex L.H. Bailey; Syngonium gracilis Matuda, Syngonium albolineatum Hort. ex W. Bull;

Nome popular: singônio, cinco-dedos;

Família: Araceae

Ocorrência: Nicarágua até Amazônia e Mato-grosso;

Ciclo de vida: Perene;

Luminosidade: Meia-sombra;

Irrigação: 2 a 3 vezes por semana;

Clima: Equatorial, tropical e subtropical.

Floração: Primavera e verão, principalmente.

Dificuldade: Baixa.

Trepadeira de crescimento vigoroso, caracterizada, na fase adultas, por folhas com cinco ou sete lóbulos. Na fase jovem, as folhas são simples, em formato semelhante aos taiás e taioba, porém menores. A inflorescência é típica, fálica, contendo inúmeras flores praticamente invisíveis ao olho nú. O fruto não é comestível.

Descrita pela primeira vez por Heinrich Wilhelm Schott a partir de exemplares colhidos na Nicarágua, o singônio é normalmente considerado uma planta exótica, embora o programa Reflora, responsável pelo reconhecimento, catalogação e digitalização dos dados referentes a flora brasileira, o considere uma espécie nativa da floresta amazônica, não endêmica.

Na Jamaica, é chamada cinco-dedos, em referência aos lóbulos que compõem a folha na fase adulta.

O nome singônio é composto por “sin”(grego= com) e goné (grego=ventre, útero). 

Cuidados básicos e adubação

Prefere solos ricos em matéria orgânica, leves e bem drenados, mantidos úmidos. As raízes são adventícias, ou seja, brotam a partir do caule. Na fase adulta, pode jogá-las do alto da árvore ou suporte que escalam. Prefere a meia-sombra. 

Syngonium angustatum Schott. no paisagismo 

Recomenda-se a utilização do singônio principalmente como forração, ou em vasos preparados da mesma forma que são preparados para a Anthurium andraeanum e o Pacová.


Arte Botânica

Imagens retiradas do http://www.plantillustrations.org

Não foram encontradas imagens. 


Referências e links interessantes

Tropicos.org

Reflora

Plantas Ornamentais no Brasil livro de Hari Lorenzi e Hermes Moreira de Souza. Clique no link para ir a livraria cultura.

About Frederico Teixeira Gorski

Frederico Teixeira Gorski é bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Estudou Teatro na Universidade Estadual de Santa Catarina e iniciou seus estudos em paisagismo com a professora Jane Pilotto, no curso Paisagismo Ecológico. Desde a Psicologia, interessou-se pelo estudo do Espaço Urbano. Em 2011, criou a primeira versão do Jardim de Calatéia como blog, com a intenção de transformá-lo em um portal que reunisse artigos que abrangessem desde a Arquitetura Paisagística, até o estudo botânico, passando pelas artes visuais.