Home / Acervo Botânico / Tithonia diversifolia, Girassol mexicano

Tithonia diversifolia, Girassol mexicano

Girassol Mexicano, Tithonia diversifolia

Espécie nativa da América Central, a Tithonia diversifolia foi introduzida e está adaptada ao território brasileiro, podendo se tornar invasiva.

Dados Botânicos

Nome CientíficoTithania diversifolia (Hemsl.) A. Gray;

Nome popular: Girassol Mexicano;

Família: Asteraceae.

Ocorrência: Mexico e américa central;

Ciclo de vida: Perene (anual dependendo da região);

Luminosidade: Sol pleno;

Irrigação: resiste a grandes períodos de secar;

Temperatura: Tropical e subtropical;

Floração: ano todo;

Dificuldade: Baixa.

Espécie muito rústica, a Tithonia diversifolia (Hernsl.) A. Gray é pouco utilizada no paisagismo brasileiro, até por ser considerada espécie invasiva. Natural do México, esse arbusto sublenhoso pode atingir até 3 metros de altura, possui folhas lobadas, de até cinco divisões e a parte central mais saliente. Daí talvez um de seus nomes populares, mão-de-deus. A flor é geralmente amarela, podendo assumir tonalidade alaranjada. As pétalas, como acontece com outras espécies da família Asteraceae (a mesma do girassol e do tagete), são comumente utilizadas de forma lúdica pelas crianças para adornar as unhas.
O Girassol mexicano é uma espécie bem adaptada ao clima tropical e subtropical e pouco tolerante a baixas temperaturas. Espalha-se facilmente por sementes, daí se tornar espécie invasiva e muito comuns em áreas degradadas. Estudos recentes estudam, aliás, sua utilização para recuperação de solos pobres ou como complemento para a alimentação animal em terrenos de pouca fertilidade. Também apresenta bom resultado para a produção de biomassa. 

Curiosidades sobre o Girassol Mexicano e seus usos medicinais

Introduzido no Japão durante o período Meiji (segunda metade do séc. XIX), a Tithania diversifolia, embora não tenha ganhado popularidade na medicina, foi muito utilizada como indutor de febre, a fim de arrefecer os efeitos do envenenamento. Possui, no entanto, características anti-inflamatórias, e antimaláricas, além de auxiliar no combate a disturbios hepáticos.  A infusão é preparada com uma folha por xícara de água quente, deixando abafar por dez minutos.

Girassol Mexicano no paisagismo

Embora pouquíssimo utilizado no paisagismo brasileiro, o girassol mexicano  é uma solução barata e de fácil cultivo para compor renques ou até como planta isolada, ao longo de muros ou junto a elementos altos da arquitetura. 


Arte Botânica

Imagens retiradas do http://www.plantillustrations.org

 

Tithania diversifolia, girassol mexicano, mão de deus

Publicada em Biologia Centrali-Americani (1888)


Referências e links interessantes

Plantas Ornamentais no Brasil livro de Hari Lorenzi e Hermes Moreira de Souza. Clique no link para ir a livraria cultura.

About Frederico Teixeira Gorski

Frederico Teixeira Gorski é bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Estudou Teatro na Universidade Estadual de Santa Catarina e iniciou seus estudos em paisagismo com a professora Jane Pilotto, no curso Paisagismo Ecológico. Desde a Psicologia, interessou-se pelo estudo do Espaço Urbano. Em 2011, criou a primeira versão do Jardim de Calatéia como blog, com a intenção de transformá-lo em um portal que reunisse artigos que abrangessem desde a Arquitetura Paisagística, até o estudo botânico, passando pelas artes visuais.