Home / Arquitetura Paisagística / Université Paris-Saclay, Sou Fujimoto e a integração entre espaços verdes e universidade

Université Paris-Saclay, Sou Fujimoto e a integração entre espaços verdes e universidade

Paris-Saclay-Polytechnique-by-Sou-Fujimoto_8

A introdução do elemento verde, de acordo com Sou Fujimoto, dá flexibilidade e abertura ao projeto, proporcionando aos usuários espaços de convivência mais agradáveis.

Costumamos dar pouca importância para o ambiente na produção do conhecimento, ou, ao menos, costumamos relegá-lo a segundo plano. Do ponto de vista clássico, quanto menos, mais. Uma boa sala de aula deve guardar o mínimo de distração possível, inclusive em sua relação com o exterior – janelas nem sempre são bem vindas, ou devem ser toleradas, porque inevitáveis.

Quanto mais instrumental for a produção do conhecimento científico, isso é, quanto menos humano, tanto maior a necessidade de se neutralizar o ambiente em prol da concentração do cientista. Essa a visão dominante no século XX, e que, nas últimas décadas, começou a ser ultrapassada. Não existe, afinal, uma tal coisa como um “ambiente neutro”.

Contribuíram para isso não apenas estudos que atestam os benefícios das plantas de interior nos espaços de estudo e trabalho, mas também a necessidade de aproximar o lazer do ofício diário: o problema do tráfego e o fato de nem sempre ser possível morar nas cercanias do colégio, universidade ou local de trabalho tornaram necessário aproximar o espaço de lazer e o da labuta, ou estudo. 

O projeto abaixo é interessante pois integra ao espaço social interno do edifício (no caso, uma universidade), o verde. A construção multiplica espaços de convivência e abre-se para um jardim externo. Na visão de Sou Fujimoto, arquiteto japonês autor do projeto, “o conceito arquitetural é flexibilidade, mistura e abertura”, daí que os espaços de convivência sejam envoltos pelo verde, de forma que as pessoas, sintam-se a vontade para “encontrar-se em espaços vívidos”.

About Frederico Teixeira Gorski

Frederico Teixeira Gorski é bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Estudou Teatro na Universidade Estadual de Santa Catarina e iniciou seus estudos em paisagismo com a professora Jane Pilotto, no curso Paisagismo Ecológico. Desde a Psicologia, interessou-se pelo estudo do Espaço Urbano. Em 2011, criou a primeira versão do Jardim de Calatéia como blog, com a intenção de transformá-lo em um portal que reunisse artigos que abrangessem desde a Arquitetura Paisagística, até o estudo botânico, passando pelas artes visuais.