Home / Artes / As Árvores de Myoung Ho Lee

As Árvores de Myoung Ho Lee

Myoung Ho Lee | Jardim de CalatéiaA série Trees é um trabalho fotográfico do artista sul-coreano Myon Ho Lee. Trata-se de fotografias de paisagens em que uma árvore solitária é destacada do entorno por uma tela branca que lhe serve de fundo e moldura. É um trabalho de refinamento estético e intelectual, que o artista vem realizando e exibindo ao redor do mundo. Mais do que isso, em Photography-act, o artista pretendeu traduzir a fotografia em performance, em que a sua interferência, mínima, porém forte o bastante para dar o efeito desejado, isola um elemento da paisagem para discutir a sua condição como objeto (da paisagem) e sujeito (personagem da paisagem).

Nascido em 1975, Myong Ho Lee é um artista sul-coreano cuja carreira oscila de forma saudável entre a academia e o fazer artístico. Formou-se em fotografia pelo Dept. de Fotografia da Universidade de Seul, na Coréia, em 2003. Dois anos depois, concluiu o mestrado e, em 2008, o Ph. D. Desde 2007 foram ao menos 17 exposições dentro e fora do seu país natal. Trees foi eixibida no ano passado na Galeria Yossi Milo, de Nova Yorque, uma galeria que estimula a produção de novos talentos na fotografia.

Myoung Ho Lee | Jardim de CalatéiaO que me levou a trazer esse trabalho ao Jardim de Calatéia não foi a percepção da fotografia como ato performático, a qual o artista se refere em entrevista concedida a The Morning News. Ao ver uma dessas fotos pela primeira vez no Pinterest, eu senti uma proximidade maior com a técnica de aquarela japonesa. Ao direcionar o olhar para a parte superior do quadro, nossa percepção confunde a tela branca com o formato da árvore, fazendo crer que seja uma pintura, e a própria paisagem se confunde aí, como variações de tonalidades obtidas através do preto e do branco. Com o foco direcionado para baixo, no entanto, damos com o pé da árvore bem encravado na terra. Só então fica claro que não se trata de uma pintura, mas é nesse momento que a manipulação da paisagem, seu enquadramento como efeito artístico se revela em sua totalidade.

A maioria da fotos utiliza paisagens muito simples, com recursos simples para construir um quadro complexo, que pode despertar tanto a reflexão quanto os sentimentos. Em outros, o recurso da iluminação e a interferência humana (como na foto com balões ao fundo) estão presentes. E, nesse caso, sim, o ato performático se faz ver com clareza. Não contradiz minha impressão primeira. Trees é uma série fotográfica que vale a leitura do início ao fim para colocar-se em diálogo com o discurso fotográfico de Myoung Ho Lee.

Há mais informações a respeito abaixo, todas em inglês:

Entrevista ao The Morning News (2008)

Lens Culture

About Frederico Teixeira Gorski

Frederico Teixeira Gorski é bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Estudou Teatro na Universidade Estadual de Santa Catarina e iniciou seus estudos em paisagismo com a professora Jane Pilotto, no curso Paisagismo Ecológico. Desde a Psicologia, interessou-se pelo estudo do Espaço Urbano. Em 2011, criou a primeira versão do Jardim de Calatéia como blog, com a intenção de transformá-lo em um portal que reunisse artigos que abrangessem desde a Arquitetura Paisagística, até o estudo botânico, passando pelas artes visuais.